terça-feira, 2 de junho de 2015

Ministro italiano agradece apoio de Lula à Expo Milão 2015

O ministro das Políticas Agrícolas da Itália, Maurizio Martina, agradeceu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o brasileiro José Graziano, pelo apoio ao Protocolo de Milão, documento com propostas de combate à desnutrição que será apresentado ao final da Expo 2015.
Em artigo publicado na edição desta segunda-feira (1º) do jornal italiano "Corriere della Sera", Lula e Graziano reiteram que visitarão a feira universal nos próximos dias e que deixarão seus nomes na lista de signatários do Protocolo.
"A Carta de Milão é o documento que traz o legado da Expo Milão 2015. O texto aborda várias questões cruciais, tais como: o escândalo do desperdício de alimentos, a necessidade de assegurarmos comida em quantidade suficiente para uma população mundial em crescimento, preservando o meio ambiente, e o papel crucial das mulheres no desenvolvimento", diz o texto.

“O erro do PT foi não ter feito o enfrentamento ideológico com os meios de comunicação”

Especialistas debateram a presença do campo progressista no embate da comunicação brasileira e a importância da privacidade na internet em encontro na capital paulista.
Por Bruno Pavan, De São Paulo (SP) - Brasil de Fato.
A Câmara dos Vereadores de São Paulo recebeu a etapa livre do 5o Congresso do PT com o tema comunicações e mídias sociais. O evento, que aconteceu na manhã do último sábado (30), contou com a presença de diversos especialistas no assunto, entre eles, o sociólogo Sérgio Amadeu, a jornalista Laura Capriglione e o deputado estadual José Américo.
Uma das avaliações centrais dos comunicadores foi a de que governo federal não teve o devido envolvimento na regulamentação do meios de comunicação. Para a coordenadora do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé, Renata Miele, apesar da dificuldade política que o governo vive atualmente é possível avançar no setor.
“Hoje, voltamos a perseguir as rádios comunitárias como se elas fossem caso de polícia. No entanto, elas são instrumentos importantíssimos para a comunidade. É preciso também dar relevância política para a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC). A presidenta Dilma, por exemplo, nunca deu uma entrevista para a TV Brasil. O erro cometido nesses 12 anos do PT foi não ter feito o enfrentamento ideológico que os meios de comunicação fizeram desde o primeiro dia do governo Lula”, criticou.
A posição política da mídia empresarial no Brasil também foi alvo de críticas. O secretário nacional de comunicação do PT e deputado estadual paulista José Américo analisa que os meios de comunicação já nasceram como mini-partidos políticos no Brasil. “Vender jornal sempre foi secundário. Se você pegar o Estado de S. Paulo, ele tem mais definições políticas do que a maioria dos partidos no Brasil”, analisou.

Milton Pomar em Fortaleza

Dia 13 de junho, em Fortaleza: Milton Pomar, consultor de marketing. "Preparação 2016 em 2015". Tema do 2º Curso: "Discurso e ações: argumentar, motivar e ser notado" para coordenadores(as) de campanha e candidatos(as) do Partido dos Trabalhadores. Data e horário: 13 de junho, das 8 às 17h. Local: FETRACE - Rua Padre Mororó, 1055 - Centro - Fortaleza/Ceará. Inscrições: Silvia Guimarães - (85) 996438766 - E-mail: cursosvereadorasevereadores@yahoo.com.br

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Alckmin descumpre metas da água e petistas acionam MP

Parlamentares apontam atrasos no cronograma de obras e acusam tucano de agir com motivações eleitorais diante do problema
A Bancada de Vereadores do PT na cidade de São Paulo apresentou nova representação ao Ministério Público de São Paulo, responsabilizando o Estado pela crise da água, desta vez atribuindo a culpa ao Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). O documento pede instauração de inquérito civil para apurar a responsabilidade do Chefe do Executivo paulista, que, de acordo com o texto, “com ações e omissões pode ter incorrido em atos de improbidade administrativa por inobservância dos princípios constitucionais que regem a administração pública, especialmente durante a condução da crise hídrica”.
A representação, assinada pelos vereadores Juliana Cardoso, Líder da Bancada do PT, e Paulo Fiorilo, presidente do Diretório Municipal do PT da cidade de São Paulo, é complementar ao documento protocolizado no MP em 5 de março deste anos, que apontava a necessidade de investigar a responsabilidade da diretoria da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP na crise do abastecimento de água enfrentada no Estado, cujos efeitos puderam ser observados em transtornos na vida da população paulistana, no comércio, na indústria e na própria empresa concessionária.

domingo, 31 de maio de 2015

BAND cria teoria conspiratória sobre FIFA

"O que não falta à mídia tupiniquim é, justamente, cara-de-pau. Desse modo, o Jornal da Band deste sábado teve a audácia quase inacreditável de insinuar que 'Prisões de dirigentes da FIFA podem ter interesses políticos e econômicos'", argumenta Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania; "será que foram Dilma, os EUA e a Record que obrigaram J. Hawilla a fazer suas traquinagens – em parceria com herdeiros da família Marinho e outros personagens menores – ou será que existe mesmo uma sujeira muito grande, e decenal, conspurcando os tais 'negócios do futebol'?"
Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania
O empresário José Hawilla, proprietário da Traffic, já vai se tornando íntimo dos que curtem – e até dos que odeiam – futebol. O “parceiro comercial” predileto dos cartolas da Fifa e das empresas de mídia – Globo à frente – que exploram (literalmente) o futebol brasileiro foi o estopim para o escândalo de corrupção que eclodiu ao longo da semana.

Temos que ter orgulho de ser petista

Por Jaques Wagner
Tenho visto com muita preocupação manifestações recentes de ódio e intolerância contra simpatizantes e representantes do PT. Em aeroportos, hospitais e restaurantes, brasileiros que não concordam com nossas ideias e nosso projeto estão se sentindo à vontade para nos agredir e nos humilhar. Não podemos aceitar isso. Temos que reagir, mas não usando as armas deles. Vamos rebater provocações com argumentos e números, mostrando a eles que nenhum outro partido fez tanto pelo Brasil quanto o PT. Nosso partido nasceu nas ruas e formou a sua identidade a partir das lutas, dos sonhos e da esperança do povo brasileiro. Sob o comando de Lula e Dilma, levamos educação, saúde e dignidade para milhões e milhões de pessoas que ao longo de nossa história foram tratados como cidadãos de segunda classe. Por isso, jamais devemos nos envergonhar do que somos. De cabeça erguida, peito estufado e sonhos renovados, temos que continuar lutando para derrotar o conservadorismo e tornar o Brasil um país cada vez mais justo. Precisamos, sobretudo, ter orgulho de ser petista! https://www.facebook.com/jaqueswagneroficial

"Direitos negados" será lançado no RJ

Violação contra indígenas leva Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados à região de conflito no Mato Grosso do Sul
A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados vai ao Mato Grosso do Sul apurar denúncias de ameaças, assassinatos, estupros e até tentativa de envenenamento praticados contra a comunidade Guarani-Kaiowá. O estado sul-mato-grossense apresenta o maior índice de violência contra indígenas do País. Muitos dos casos envolvem disputa por terras e têm fazendeiros da região como mandante dos crimes.
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara e autor do requerimento para realização da diligência, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) diz que a instabilidade causada pela PEC 215 tem estimulado ações de violência dentro de áreas indígenas. A Proposta de Emenda à Constituição, que transfere do Poder Executivo para o Congresso Nacional a decisão da demarcação das terras indígenas, é criticada pelo parlamentar petista.  Segundo Pimenta, a PEC 215 é “claramente” inconstitucional e deveria ser arquivada.
Dados do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) mostram que, nos últimos 11 anos, 55% dos assassinatos de indígenas no País ocorreram no Mato Grosso do Sul. O levantamento aponta também que somente em 2013 houve 73 casos de suicídios de indígenas no estado. Esse índice é o maior em 28 anos.  Dos 73 mortos, 72 eram do povo Guarani-Kaiowá.

"Direitos negados" será lançado no RJ

O livro 'Direitos Negados - um retrato da luta pela democratização da comunicação', recentemente publicado pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, será lançado no Rio de Janeiro no dia 11 de junho. Na atividade, agendada para às 18h30, na Livraria Antonio Gramsci (Rua Alcindo Guanabara, 17, térreo - Cinelândia) a Secretária-Geral do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação e organizada da obra, Renata Mielli, participará de um debate com o professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Marcos Dantas e o cientista político Theófilo Rodrigues.
O valor do livro é de R$ 30 e poderá ser adquirido no evento.

sábado, 30 de maio de 2015

Doação de equipamentos de telecomunicações ajuda a salvar vidas após desastres

Os aparelhos, que permitem a comunicação via satélite, garante uma alternativa para os cortes de comunicação durante catástrofes naturais, aumentando a eficiência do governo e atores humanitários em operações de resgate e coordenação de ajuda.
A empresa de comunicações por satélite, que oferece cobertura de voz global e comunicações de dados, Iridium Communications Inc, um membro de longa data da União Internacional de Telecomunicações (UIT), doou nesta quarta-feira(20) novos equipamentos de telecomunicações de emergência para agência da ONU especializada em tecnologias de informação e comunicação. A doação, que consiste de 25 telefones por satélite e baterias, irá reforçar a capacidade de telecomunicações da UIT, em resposta a desastres naturais.
A Iridium tem ajudado a UIT desde 2007, quando os primeiros telefones móveis via satélite de mão e baterias solares desenvolvidos pela empresa foram doados para a União. “Agradecemos a Iridium pela sua generosa contribuição”, disse o secretário-geral da UIT, Houlin Zhao. “Esta nova doação de equipamentos, combinado com a confiabilidade da rede Iridium, irá impulsionar fortemente a capacidade da UIT na implantação de telecomunicações em situações de emergência e irá reforçar os mecanismos de resposta e recuperação.”

“Os Dez Mandamentos” é ameaça para a hegemonia da Globo

Parece que a repercussão positiva para a novela “Os Dez Mandamentos” não é vista apenas no Brasil. Lá fora também se comenta sobre o sucesso que a trama bíblica da Record vem fazendo. O folhetim ganhou até reportagem especial em um dos maiores jornais britânicos, o The Guardian.
A reportagem conta que a primeira novela bíblica do Brasil ajudou a levantar a audiência do horário nobre da Record, que de terceira colocada passou para a vice-liderança com a trama.
A novela está conquistando o país. Ela ajudou a levantar a Rede Record de Televisão […] numa disputa com a líder Globo, que por décadas teve hegemonia em novelas no horário nobre.
Sobre os motivos que levaram a novela a cair no gosto do telespectador brasileiro, o jornal é claro: o público conservador, que vê em “Os Dez Mandamentos” uma novela para a família.

Descoberto mais um poço na área do Pré-sal

A perfuração do segundo poço na área de Carcará, localizado em águas ultraprofundas do Pré-sal da Bacia de Santos, confirmou o potencial de petróleo leve na região. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (29) pela Petrobras, que vem conseguindo resultados cada vez melhores na área do Pré-Sal.
No dia 11 de abril, a Petrobras bateu a produção recorde 802 mil barris diários no Pré-sal. A média mensal de abril ficou em 715 mil barris. A empresa tem conseguido ainda baixar os custos de produção, tornando o Pré-sal viável a um preço de US$ 9 por barril. Anteriormente, a estimativa era de US$ 40.
O novo poço, informalmente conhecido como Carcará Norte, está localizado a 4,6 quilômetros ao norte do poço inicial, em profundidade de água de 2.072 metros. Este poço comprovou a descoberta de petróleo de boa qualidade, em reservatórios também de excelente qualidade, abaixo da camada de sal.
Nessa área, a Petrobras é operadora do consórcio (66%), em parceria com a Petrogal Brasil (14%), Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás (10%) e Queiroz Galvão Exploração e Produção S.A. (10%). Fonte: Portal Brasil.
Blog da Dilma no Facebook: https://www.facebook.com/BlogDilmaRousseff

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Metrô paulista não chegará a Guarulhos antes de 2020

Secretário de Alckmin não comparece a evento para debater com guarulhenses, o que, para Alencar Santana, coordenador da frente Guarulhos Quer Metrô, demonstra que 'planejamento não é prioridade'
por Eduardo Maretti, da RBA
São Paulo – O secretário dos Transportes Metropolitanos do governo de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, não compareceu ao lançamento da Frente Parlamentar Guarulhos Quer Metrô, na manhã de hoje, na Assembleia Legislativa. Ele foi representado pelo diretor de Planejamento da Companhia do Metropolitano (Metrô), Alberto Epifani, para expor os planos do governo de Geraldo Alckmin (PSDB) quanto à antiga reivindicação da população de Guarulhos por transporte metroferroviário na cidade, a segunda maior do estado de São Paulo, com 1,3 milhão de habitantes, menor apenas do que a capital. Há um deslocamento diário, estimado, de 150 mil pessoas entre São Paulo e Guarulhos, onde se situa o maior aeroporto do país.
“O secretário não vir aqui, e o diretor não falar de prazo e cronograma, demonstra que o planejamento não é prioridade do governo de São Paulo, e os números mostram isso. O governo paulista executa menos de dois quilômetros de linha de metrô por ano, em média”, disse o deputado estadual Alencar Santana (PT), coordenador da frente. Em sua fala, o diretor enviado pelo governo ao evento não entrou em detalhes e não citou previsões ou cronograma. Epifani também se recusou a falar com a imprensa.

Deputados vão recorrer ao Supremo contra manobras de Eduardo Cunha

Parlamentares de seis partidos questionam resultado que aprovou financiamento privado de campanha e acusam a votação de ter tido ‘vícios regimentais’
por Redação RBA
Brasília – Com o argumento de que foram registrados vários vícios de procedimento durante a votação, integrantes do PT, PPS, Psol, PSB, Pros e PCdoB prometeram ajuizar hoje (29) no Supremo Tribunal Federal (STF), um mandado de segurança para pedir que a sessão da Câmara dos Deputados da noite de ontem (28) seja cancelada. Os seis partidos argumentam, na peça jurídica, que a matéria deveria ter sido considerada tema vencido, pelo fato de ter sido rejeitada pelo plenário da Casa um dia antes. Até agora, 50 deputados destas legendas já assinaram a petição.
O pedido no STF será feito depois de um dia de discussões tensas na Câmara e de críticas diversas feitas pelos parlamentares sobre mudanças no rito de julgamento por parte do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Também foram feitas queixas devido à quebra de um acordo firmado no início da semana, segundo o qual os partidos contrários ao financiamento privado de campanha não obstruiriam a sessão, mas em compensação, caso os temas fossem votados, dependendo do resultado, os demais textos correlatos seriam considerados caducos e perderiam a validade – até como forma de ser acelerado o rito de apreciação da matéria.

A balada de pequeno Kim Kataguiri

Por Leandro Fortes, na revista CartaCapital:
Em meio à histeria ideológica que se estabeleceu como agente político no contexto de passeatas nacionais mais ou menos frustradas, o reacionarismo antipetista regurgitou uma liderança improvável: o jovem Kim Kataguiri, um ex-estudante de economia de 19 anos, um foragido da faculdade sob alegada justificativa de que os professores, vejam só, sabiam menos do que ele.
Nas passeatas de março e abril, eternizadas por multidões vestidas com camisas da CBF aos gritos de “vai pra Cuba!”, Kim tornou-se um líder prematuro do neo anticomunismo rastaquera da classe média paneleira nacional. Claro, com a conivência da mídia e de certa oposição ultraconservadora que vislumbrou na possibilidade do impeachment da presidenta Dilma Rousseff uma solução rápida para um mal de 13 anos: a ausência de votos.
Essa mistura de mídia conservadora com anseios golpistas, sabe-se, não é novidade alguma. Trata-se de um modelo udenista mais do que manjado.
Nem tampouco é novidade que dessa miscelânea despontem pessoas assim com status de liderança para, justamente, esconder quem realmente os controla e financia, a saber, os pilares de sempre do atraso pátrio, o grande capital rentista e o latifúndio.
O pequeno Kim é apenas parte dessa patética fauna de sociopatas convocados para a defesa da Pátria.
Absortos na fantasia de serem parte de um grandioso projeto nacional – o impedimento da presidenta da República –, Kim e seus camaradas organizaram-se em uma caminhada pretensamente cívica e a ela deram um nome solene: Marcha da Liberdade.

Registro Civil Nacional é passo histórico para criar identidade única e facilitar a vida das pessoas

O Projeto de Lei que institui o Registro Civil Nacional é um passo histórico para que cada cidadão brasileiro ou naturalizado tenha um único número de identificação, ao qual estarão associados todos os demais documentos de identificação individual, afirmou a presidenta Dilma Rousseff nesta quinta-feira (28), ao encaminhar o documento à análise do Congresso Nacional.
A presidenta enfatizou que é preciso descomplicar a vida das pessoas e tornar mais simples e transparente a relação delas com o Estado. “O Estado tem dever ser mais eficiente, adotando todos os recursos tecnológicos disponíveis para atender bem o cidadão. O Registro Civil Nacional será instrumento fundamental para atingirmos esses objetivos”, reiterou.
Durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, com a presença do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Antonio Dias Toffoli, ela destacou que a medida trará uma extraordinária mudança na vida cotidiana dos brasileiros. “Quem não sonha em sair de casa carregando apenas um documento, em vez de ser obrigado a andar com vários deles na sua carteira ou na sua bolsa? Quem não gostaria de fechar uma transação comercial, resolver uma pendência financeira, abrir uma conta ou até registrar um imóvel apenas com a apresentação de um documento?”, exemplificou.

Brasil e México devem incrementar integração e valorizar mercados internos contra crise mundial

As relações entre Brasil e México, que sempre foram importantes, adquirem relevância ainda maior na presente conjuntura internacional, no qual há uma desaceleração econômica que agora atinge inclusive os países emergentes, afirmou a presidenta Dilma Rousseff, em entrevista publicada nesta quinta-feira (28), pela agência de notícias mexicana Notimex. Para ela, é hora de investir na integração regional e nos mercados internos, que foram fortalecidos pelas políticas públicas adotadas pelos dois países.
“A consciência de que o superciclo dos preços das commodities, não só do petróleo, mas também de minérios e alimentos – embora os alimentos e todos os produtos [da cadeia] das proteínas tenham um desempenho diferenciado, provocou nos países da América Latina, como um todo, uma redução no seu crescimento”.
Segundo a presidenta Dilma, o que México e Brasil devem fazer agora “é apostar também nos nossos mercados internos. Na integração regional. Por isso que eu falei da importância de um mercado de 320 milhões de pessoas. O Brasil, nesses 12 últimos anos, construiu um mercado interno muito significativo. Nós tivemos um momento em que mais da metade do nosso País vivia abaixo da linha da pobreza. Hoje, em torno de 52% do Brasil tem padrão de consumo de classe media”, ressaltou.
Na área de integração nacional, a presidenta destacou dois acordos fechados durante sua primeira viagem de Estado ao México, encerrada nesta quarta-feira (27). O primeiro, é o Acordo de Complementação Econômica, o ACE 53, que já existia antes para 800 produtos e está sendo ampliado para mais de seis mil itens. “Agora, o que nós decidimos: vamos ampliar esse número de produtos. Vamos reduzir as tarifas desses produtos e vamos comerciar entre nós, aproveitando o potencial dos nossos mercados. Vamos aproveitar também o potencial que temos de complementação na área de investimentos”, explicou.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

O golpe de Eduardo Cunha

Por Henrique Fontana - Deuptado Federal - PT
Na terça-feira à noite (26), votamos e derrotamos a emenda à Constituição que pretendia garantir o financiamento de empresas a campanhas eleitorais. Esta batalha foi duríssima e a vitória que conquistamos foi histórica para a democracia brasileira. Uma vitória da mobilização e da sociedade civil.
Diante da derrota e da iminência da conclusão do julgamento que está em curso no Supremo Tribunal Federal, com resultado de 6 X 1 até o momento contra o financiamento de campanhas por empresas (só não concluído até agora porque o ministro Gilmar Mendes impede o julgamento há mais de um ano por meio de um pedido de vistas), o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, aplicou um golpe regimental e fez repetir nesta quarta-feira (27) a votação na qual foi derrotado na noite de terça-feira.
Nesta nova votação, totalmente ilegítima, a proibição de empresas financiarem as eleições foi derrotada por 330 a 141.

Deodato cobra execução das emendas impositivas aprovadas pela Câmara

O vereador Deodato Ramalho (PT) reclamou que atual gestão está descumprindo a Lei Orgânica do Município, na medida em que não libera a verba para o orçamento participativo e para as emendas impositivas dos vereadores. O parlamentar alertou que essa atitude do Prefeito Roberto Claudio pode ser considerada improbidade administrativa e/ou crime de responsabilidade. O pronunciamento foi realizado durante a sessão plenária desta quinta-feira (28), na Câmara Municipal de Fortaleza.
 Deodato explicou a atual gestão não está cumprindo o artigo 177 da Lei Orgânica do Município nos parágrafos 8 e 9. O parágrafo 8 afirma que o Poder Executivo Municipal é obrigado a executar, no mínimo, o valor correspondente a 1% da receita prevista para o exercício das despesas aprovadas no orçamento participativo. O parágrafo 9 atesta que a Prefeitura é obrigada a executar, pelo menos, 0,01% do valor correspondente à receita estimada na Lei Orçamentária Anual do Município, prevista para o exercício das emendas apresentadas por cada vereador.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Tucano é preso… Na Suíça.

O amigão de Aécio Neves e de todos os tucanos, José Maria Marín, foi preso na Suíça.
Só a Suíça mesmo para prender tucano…
Atualização: Eu chamo Marin de tucano por sarcasmo. Na verdade, ele é o protótipo do tucano: um milionário corrupto blindado pela mídia, frequentador de convescotes de João Dória (que aliás agora virou assessor da CBF). Em 2014, como vice-presidente do PTB-SP, Marin apoiou fortemente Aécio Neves.
Óbvio que Aécio não tem culpa pelo amigo que tem. Assim como não tem culpa de ser amigão também dos Perrela, donos do helicóptero flagrado com meia tonelada de pó.
Abaixo, notícia do IG Esporte.
Operação do FBI prende dirigentes da Fifa, e José Maria Marín está entre detidos
Sete dirigentes da Fifa foram presos em um hotel de Zurique, na Suíça. Até 14 pessoas devem ser indiciadas em um processo na corte federal em Nova York
Autoridades suiças, juntamente com o FBI, iniciaram na madrugada desta quarta-feira (horário de Brasília) uma operação para prender funcionários do alto escalão da Fifa e extraditá-los ao Estados Unidos – o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, está entre os detidos. Até 14 pessoas devem ser acusadas de corrupção e recebimento de propina nesta quarta-feira em uma corte federal em Nova York.
O governo americano suspeita que dirigentes da entidade máxima do futebol mundial teriam pagado mais de US$ 100 milhões de dólares em propinas desde os anos 90. Entre as acusações que os suspeitos enfrentam estão lavagem de dinheiro, crime organizado e fraude eletrônica.

Sempre é possível uma autocorreção e um recomeço

Por Leonardo Boff - Adital:
Nem toda crise, nem todo caos são necessariamente ruins. A crise acrisola, funciona como um crisol que purifica o ouro das gangas e o libera para um novo uso. O caos não é só caótico; ele pode ser generativo. É caótico porque destrói certa ordem que não atende mais as demandas de um povo; é generativo porque a partir de um novo rearranjo dos fatores, instaura uma nova ordem que faz a vida do povo melhor.
Dizem cosmólogos que a vida surgiu do caos. Este organizou internamente os elementos de alta complexidade, e desta complexidade fez eclodir a vida na Terra e mais tarde a nossa vida consciente (Prigogine,Swimme,Morin e outros).
A atual crise política e o caos social obedecem à lógica descrita acima. Oferecem uma oportunidade de refundação da ordem social a partir do caos social e dos elementos depurados da crise. Como no Brasil fazemos tudo pela metade e não concluímos quase nenhum projeto (independência, abolição da escravatura, a república, a democracia representativa, a nova democracia pós ditadura militar, a anistia), há o risco de que percamos novamente a oportunidade atual de fazermos algo realmente profundo e cabal ou continuaremos com a costumeira ilusão de que colocando esparadrapos curamos a ferida que gangrena a vida social já por tanto tempo.
Antes de qualquer iniciativa nova o PT, que hegemonizou o processo novo na política brasileira, deve fazer o que até agora nunca fez: uma autocrítica pública e humilde dos erros cometidos, de não ter sabido usar do poder realmente como instrumento de mudanças e não de vantagens corporativas e de ter perdido a conexão orgânica com os movimento sociais.