domingo, 29 de janeiro de 2012

Filiados do PSDB desconhecem a existência do partido

Entre os filiados tucanos aptos a votar nas prévias que definirão o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo há pessoas que sequer conhecem o partido e que dizem ter passado seus dados eleitorais a entidades das quais recebiam leite distribuído pelo governo estadual, administrado pela legenda. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, integrantes da base do PSDB nas regiões leste e sul, concentrados em bairros de baixa renda, ignoravam a condição de filiados. Cinco mulheres da zona eleitoral Vila Jacuí apontaram entidades associadas ao programa Vivaleite, da Secretaria de Desenvolvimento Social do governo estadual, como possível explicação para seu vínculo com o partido.

Foram citadas também a Associação para Qualificação Profissional e Social dos Moradores do Jardim Pedro Nunes (Aqualiprof), dirigida por Wellington Machado, presidente do diretório do PSDB da Vila Jacuí, e a Assocam, presidida por Idevanir Arcanjo de Souza, também filiado ao partido. O bairro é o maior reduto de tucanos na capital e recebe grande influência do vereador Adolfo Quintas (PSDB). Mais de 20 mil pessoas poderão votar nas prévias, marcadas para março. Líderes tucanos temem que a filiação de pessoas sem vínculos com o partido favoreça determinado candidato. Há relatos de filiações feitas por telefone ou internet, sem a assinatura do eleitor. Para a Justiça Eleitoral, cabe ao partido controlar as filiações.

Um comentário:

Rosário e GALO disse...

Enquando isso o Reinaldo Azevedo fica requentado posts de sua imaginação alienada de um mundo tucano perfeito, não consigo entender como um meio de comunicação que se intitula imparcial deixa aquilo.