terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Pinheirinho e o silêncio da presidenta Dilma

Observo atentamente a movimentação das autoridades e dos parlamentares e os vejo, a todos, como indiferentes à sorte dos pobres no Brasil, sejam eles de onde forem.
Está cada vez mais difícil aceitar o silêncio da presidenta Dilma Rousseff e, principalmente, do seu Ministro da Justiça, que parecem estar preocupados com outros objetivos e temem a imprensa corrupta brasileira.
O país é livre, a imprensa pode escrever, falar ou mostrar o que quiser, mas os governantes, também, são livres para vir a público e se colocar diante do povo brasileiro com sua opinião se é contra ou a favor disso ou daquilo.

A imprensa brasileira é aquela que está preocupada com o "Oscar", debochando do sofrimento de milhares de pessoas expulsas de suas frágeis moradias, onde estavam por não ter lugar melhor para onde ir.
Vejo a miséria da segunda década do século XXI, no Brasil, e penso nos meus antepassados vindos da África, em navios negreiros, sujeitos ao trato dessa gente que se aboletou no poder desde sempre.
Pessoas como o governador Geraldo Alckmin ou o representante da Justiça de São Paulo foram entrevistados na tv e falaram se explicaram, mas todos percebemos que não houve misericórdia e pessoas simples, acuadas pela pobreza, se transformaram em segundos, na visão das autoridades, em perigosos assassinos.
O Brasil ainda tem um longo caminho pela frente para ser um país democrático e livre.

7 comentários:

Lula Forever disse...

Dilma devolva-me todos os votos que consegui.A coragem que a vida quer vc ex companheira não mais a tem.zé cardoso...VAAAZAAA! corra para os braços de seu amigo DD.Maria do Rosario vá a sp e cobre explicações do generalissimo Herr alkimin.Aditadura esta sendo implementada em sp e nem um pronunciamento?Caberá a nós que estamos envelhecendo voltar a luta?

romildo xavier mendes disse...

Quando eu ra criança acompanhei o meu pai na luta contra a ditadura.
Fico pensando se valeu a pena pois estou vendo os governadores exercendo a função de ditadores oprimindo os desafortunados.
Estes policiais militares cumprem ordem mais estão exagerando, cometendo crime contra um povo sofrido e que estão vendo todos os seus bens adquiridos com sacrifício serem destruidos. Estes militares ainda querem aumento de salário. Que vergonha!...

Patricia disse...

A Presidente do Brasil não vai fazer nem um pronunciamento? Mais de 9 mil brasileiros numa cena de guerra e ela sequer aparece na TV pra falar qualquer coisa? Nem se fosse UM só brasileiro ela tinha a obrigação de se preocupar pelo zelo e segurança, pois foi a isso que ela se comprometeu quando se candidatou à presidência do país. Uma hora essa situação no Brasil vai ficar insustentáve.

Jbmartins-Contra o Golpe disse...

Não tenho procuração e ou conhecimento das leis, mais a Justiça Federal impediu esta invasão e o Desembargador de SP que não cumpriu a ordem, então não podemos copra do Executivo uma coisa que esta na esfera Judicial, o que tem que haver é Deputados (estaduais e Federais) e Senadores, como representam o Povo uma atidude.

Henrique Finco disse...

Pois é... Caso o governo federal não se posicione em relação a este episódio, sairá profundamente desmoralizado, pois houve uma clara afronta ao pacto federativo.

Edson Pilatti disse...

Posso até concordar com a Crítica! Mas a Dilma deveria fazer uma declaração condenando a postura do PSDB e da Justiça Paulista? Seria adequado? Impediria a ação realizada? Sendo que o Governo Federal foi pego de surpresa, pois havia inclusive uma liminar federal patrocinada pelo Governo Federal nas negocições para desapropriação e regularização do Pinheirinho?

Lula Forever disse...

Caro Edson.Sistematicamente favelas são incendiadas em sp e rapidamente demolidas e cercadas,tivemos o episodio desumano na cracolandia agora pinheirinho,oque virá depois?O generalissimo esta fazendo uma faxina social digna de nazistas e o planalto emudece ao ver o povo pobre de nosso estado ser tratado como piolhos sociais.O pobre não nos traiu e o silencio de Estela é no mínimo incondizente com nossos ideais.Com respeito....